Junta de Freguesia de Fonte Arcada

História

  • Contracto feito entre o Mestre do Templo e o Bispo de Porto:

Anterior à nacionalidade, a "villa" de Fonte Arcada foi doada, antes de 1126, por D. Teresa, mãe de Afonso Henriques, à Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão (Templários). Estes possuíram mesmo uma casa em Fonte Arcada, como prova um contrato feito entre o Mestre do Templo e o Bispo do Porto, do ano de 1114, onde se estabelece o que deve ser dado ao Bispo, quando este visitasse pessoalmente a «Igrª d S. Thiago d Font Arcada». Com a extinção dos Templários em 1312, D. Dinis, Rei de Portugal, aplicou os bens da extinta ordem à Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo (Ordem de Cristo), fundada em 1319, Fonte Arcada passou, então, a ser uma reitoria da apresentação do Mesa da Consciência e Comenda da Ordem de Cristo, no antigo Concelho de Penafiel de Sousa. Fonte Arcada beneficiou do foral de Penafiel, dado por D. Manuel, em Évora, a 1 de Junho de 1519 e pertenceu ao extinto bispado de Penafiel, arcediagado de Penafiel (século XII). Existiu, também, um mosteiro Beneditino em Fonte Arcada, fundado entre 1085 e 1089, que veio a ser incorporado no de S. Bento de Ave Maria do Porto, no século XVI. Neste mosteiro viveu e professou "Donna Froilla H rmingu s", riquíssima senhora que fez grandes doações, em 1228, aos Templários

© 2021 Junta de Freguesia de Fonte Arcada. Todos os direitos reservados | Termos e Condições

  • GESAutarquia